setembro 20, 2013

+ de Deus - de Mim


"Tá agora vamos láH... Acreditar nessa frase
e confiar nessa voz, requer fé!"


Minhas queridas leitoras...  

Venho me desculpar por não ter dividido com vocês um propósito muito edificante, que acabo de fazer para ter “Mais de Deus e menos de mim”, em minha vida.
No início tudo estava me parecendo muito fácil, afinal eu achava que sempre havia mais de Deus em mim, e meditar no Evangelho de João, era moleza, eu já li umas ‘mil vezes’ mesmo. Só que não!!!!
A medida que fui meditando, o Espírito Santo foi me contando coisas que eu nunca ouvi!
E ai veio o propósito que mais mexeu comigo: Dia 4 “Seja como uma criança!” Buhhh!!!!!!!!!!
Nesse propósito, eu fiz uma viagem ao passado literalmente, e me deparei com uma criança que não reconheci como adulta. Porque eu tinha perdido toda aquela essência. Há uma passagem em Mateus 5:8, que diz: “Bem aventurado os puros de coração, porque eles verão a Deus.” E eu havia perdido essa pureza que só uma criança tem.  
Eu me dei conta do quanto de mim eu havia perdido. Talvez por conta desse mundo podre e mal.
Eu nunca fui uma jovem que usufruiu dos “bens” do mundo, mas carreguei comigo todas as marcas que ele podia usar para marcar alguém, e de repente aos 25 e não reconhecia mais a criança dos 08. Que caía, se ralava toda, mais corria, se lavava na água corrente, colocava mertiolate vermelho, dava três assopros (rs) e voltava a brincar. Pulava elástico e gritava, “mais alto, eu quero mais alto. Hoje eu vou pular até o peito!!” (rsrs) Pulei, dei uma topada e saiu o tampão da cabeça do dedão do pé!! Uiuiui! Saiu muito sangue, mas eu tirei a casquinha, empurrei um pouquinho, lavei, assoprei e voltei a pular!! Eu nunca esqueci aquele dia, porque eu venci e pulei até o peito, mesmo com dor, eu não desistir.
E hoje, aff... já desisti de tantas coisas!!!
Já desisti da Graduação dos meus sonhos! Já desisti do emprego dos meus sonhos, e desisti até dos sonhos de Deus pra mim!
Eu deixei de ser aquela criança que eu era, e virei uma adulta incapaz de se reconhecer. Mas o Espírito Santo, veio a me exortar e resgatar parte dessa criança que eu era, e que o agradava mais – tenho certeza! Afinal seu reino é das crianças. E digo sim, “parte dessa criança”, porque não é fácil começar de novo. É muito intrigante, como é tão difícil construir um castelo, mas é tão rápido e fácil vê-lo desmoronar!
Então veio a oportunidade de começar de novo, no Dia 8:  “Tire de sua mala o que está em excesso”. Eu tinha tantos excessos! Quantas coisas eu carregava dentro de mim, sem saber o por quê!? Quantas coisas desnecessárias! Eu me esvaziei de mim mesma, do meu Eu, porque também notei que nessa “mala da vida”, só havia coisas minhas e nada de Deus. Coloquei para fora os medos, os fracassos...  Meu Deus, quantas vezes eu fracassei e guardei todos aqui dentro de mim. As frustrações! E meu maior medo: PERDER! Sim, tenho muito medo de perder, porque já perdi tanto. Quando tenho algo, o seguro com todas as minhas forças, pra nunca deixar ir ou perder, como se tudo fosse meu! Eu não quero mais perder! (Gritei) E esta frase, estava também na minha mala: "Eu não posso perder nunca!" Uffaa... quanta coisa!
 No Dia 11: “Colocando a casa em ordem!” Eu havia feito àquela faxina, mas muitas coisas me passaram despercebidas. Eu não disse que tinha um monte de coisas (rsrs)! E ai foi a vez de jogar fora, todas aquelas fotos antigas que me magoaram, mas eu fazia questão de guardá-las depois de tanto tempo! Umas milhões de cartas... Foi a vez de jogar tudo fora! Coloquei tudo num saco e queimei, a fim de que Deus me libertasse desse passado.
Ai no Dia 12, tudo mudou, com “Reconheça o seu mau comportamento!” Eu havia sim me comportado muito mal, com alguém que eu amo muito. Disse coisas desnecessárias. Reconheci e pedi perdão! E exatamente aí, após ter feito algo que foi tão difícil para mim, eu perdi! Lembram que eu disse que odiava perder e tinha jogado fora aquela frase, “eu não posso perder nunca”! Eu vi que não tinha jogado nada fora. E confesso que aí, eu me desestruturei e por pouco não perdi tudo o que tinha conquistado até aqui. Por pouco e eu não guardei na gaveta mais essa perda! Eu chorei a noite inteira, e acordei mal no outro dia. Sem forças... mas inexplicavelmente, eu recebi uma força, que não tenho dúvidas, veio de Deus, ele viu toda a minha sinceridade, o meu caráter, a minha dedicação e o meu esforço em ter mais d’Ele na minha vida. E me consolou, enxugou as minhas lágrimas, me levantou do chão e colocou dentro de mim a certeza de que não importa o que eu ouça, veja e viva, eu vou vencer! E com Deus eu nunca perco, porque todas as coisas cooperam para o bem daqueles que o amam, e se teve que ser assim, é porque não estava sendo o melhor pra mim! O melhor de Deus ainda está por vim!!! E tive a certeza de que nesse Propósito + de Deus – de mim, eu estava realmente matando o meu Eu e Deus colocou mais d’Ele dentro de mim! E pude então ver que deixei de ser criança e tornei uma grande e forte mulher de Deus...

Tá agora vamos láh... Acreditar nessa frase e confiar nessa voz, requer fé!

E você só tem fé quando realmente está muito perto de Deus, tão próximo que não há espaço para as dúvidas. Há uma intimidade, um relacionamento. Você pode até chorar, gemer, gritar, mas o consolo vem. E a certeza de que pode até estar ‘chovendo’ desde o dia que você perdeu algo, mas Deus é contigo, Ele tem sido contigo todos esses dias e tem te carregado no colo durante toda essa chuva e não vai te deixar cair no chão. Ele te conduzirá a um lugar onde o Sol nunca mais deixará de brilhar!!!!
Na
E que venha os 21 dias Jejum de Daniel1
Paloma Moreira

Obs.; Se você quiser acompanhar o Propósito, acesse
Diário da Esposa de Pastor

0 comentários:

Postar um comentário