março 05, 2013

Capítulo 5 - Clara

" É isso o que eu quero, curtir. Pensa comigo:
Sou jovem. Sou atraente. Tenho um futuro todo pela frente.
Por que deveria virar crente agora? Vou esperar o tempo passar, quando eu estiver mais adulta e curtido bem a vida, então me entrego a Deus. Ele é cheio de misericórdia e vai me esperar, afinal Ele morreu por mim. ( risos)"


15 de Outubro de 1988, 23h46

- Fica de joelho diante do trono, aqui agora é seu lugar, daqui você nunca mais vai sair, viverá aqui para toda a eternidade!!!
O fogo é muito alto e as pessoas estão dentro dele. Não há como sair, não há para onde ir. O fogo consume tudo, o cheiro de enxofre é cada vez maior. O calor é insuportável, os vermes são nojentos. Os demônios obrigam as pessoas a se ajoelhar diante do trono, ninguém consegue se esconder. Ouço muitas pessoas gritando por uma última chance.
Gritam nomes de familiares e amigos que um dia falavam de Jesus. Gritam arrependidos por não terem dado ouvidos àquela Palavra, ou àquele convite.
Há muitos túneis aqui, todos dão para um lago com enxofre e muito, muito fogo. Pessoas gritam desesperadamente, não tem fim esse tormento!!!!
Acho que há mais pessoas aqui dentro do que no mundo dos vivos.

26 de Fevereiro de 1988, 14h28

Que dia maravilhoso estou passando com o André! Ele é incrível, me entende, me ouve, sabe como tratar uma mulher… Sim, porque agora deixei de ser menina. Sou experiente e sei viver a vida. Sou linda e totalmente feliz. Quem precisa de mais se tem o André ao seu lado? Vejo meninas que são paranoicas, eu não, sou descolada e sexy.
Não conhecia a maconha, depois que fui apresentada para ela, comecei a gostar da ideia de fumá-la, mas tinha que esconder de todos da minha família.
Sabe, é uma sensação única, como se eu tivesse o poder de saber tudo quando estou com a erva dentro de mim… É o máximo!
Tudo bem que depois dá um tipo de depressão, mas isso passa.
Tenho que aproveitar a vida enquanto sou jovem. Não posso perder nenhum momento dela. Conheço meninas que dizem que temos nos guardar ( gargalhadas), elas não sabem o que estão perdendo. Nessa semana André me levou em um lugar lindo com banheira e champanhe. Eu me amarrei. Até parece que eu vou me guardar… pra quê?
Passo, então, a dormir na casa de amigas, para “estudar” matérias da escola, porém vou para as baladas e depois… bem, depois fico com o André.  Santa ingenuidade da minha mãe.
Faz tudo o que eu quero. Tornei-me popular no colégio também, porque provei que havia dormido como André. É assim, a gente prova e se torna popular.
Mentir para a minha mãe não é muito legal, porque ela sempre está do meu lado em tudo, sempre faz de tudo para me agradar, mas o que eu posso fazer? Ela não ia me deixar experimentar maconha, iria?
Iria me deixar dormir com o André? Claro que não! Então… É por isso que tenho que mentir. Mas não tem problema. Deus entende.

Continua...
Méuri Luiza 
Confiando em Deus

0 comentários:

Postar um comentário