fevereiro 19, 2013

O Amor que TUDO muda...

 
"Não queria mais o pecado. Me lancei, disse "Eis me aqui!"
 
Meu nome é Julianne, e hoje eu tenho 17 anos, sou de Araruama - RJ .
Cheguei na igreja aos 10 com minha mãe, eram muitas brigas em meu lar, por causa da minha irmã mais velha, eu sempre prometi que iria ser diferente.
Quando era da EBI, eu era meio diferente, pois usava maquiagem, e meus pensamentos, já não eram para minha idade.
Aos 11 já namorava, e me envolvi com o rock, era muito sozinha em casa, e chorava sem razão a noite.
Na igreja me destacava , a essa altura já estava no P.A (pré adolescentes) e fui levantada a Obreira mirim. Mas eu era uma farsa, pois era rebelde, e muitas vezes passava na minha cabeça tirar a minha própria vida.
Aos 14 anos sofri de Bulimia, e passei a vomitar tudo o que comia. Me trancava no banheiro, e passava horas lá dentro, mas depois me sentia culpada.
Fui levantada a Colaboradora, para mim tudo estava bem. Comecei a namorar , um menino da minha escola, e fui tirada da obra. Mas não me abalei, continuei na igreja me dedicando, tudo parecia normal, mas não estava, eu me acomodei na igreja, e todos os pecados viraram rotina. Me dedicava, me dava na obra, mas não era nascida do Espírito Santo.
Vivia ocupando minha mente com milhões de coisas, menos buscar a Deus, menos ler uma palavra para mim. Entrei em uma academia, e fui fazer Judô, me distanciei mais e mais da obra, ia para os treinos e esquecia até das quartas-feira. Minha professora era uma adolescente lésbica, e logo me aproximei muito dela. Eu a via como amiga, mas logo surgiram os comentários, que eu estava a namorando, até minha mãe desconfiou de mim, mas eu sabia que aquilo não era verdade, minha casa virou um pedaço do inferno, eram brigas e mais brigas, eu agora tinha virado a minha irmã, logo eu, que tanto prometi que ia ser diferente, a todo momento minha mãe jogava isso na minha cara, até que estava tão distante de Deus, que entreguei meu uniforme. Foi o FIM... 
Comecei a namorar um menino, só para provar que não era lésbica, comecei a sair, experimentei a cerveja, fui deixando todos os meu princípios...
Estava COMPLETAMENTE CEGA ESPIRITUALMENTE, não conseguia enxergar.
Para mim, eu estava certa e mais ninguém, fiquei longe 4 meses. Sentia vontade de voltar, me achava fraca, e era orgulho demais,admitir que eu precisava de Deus. Me transformei, minhas roupas, modo de falar, agir , tudo.
Em um passeio com os "amigos", dentro do ônibus, começou a chover muito forte. E naquela hora, meu maior medo era morrer, pois sabia que ia para o inferno. E comecei a chorar ali mesmo, diante de todos, que olhavam para mim, sem entender. Naquele momento era o próprio Espírito Santo, perguntando para mim: "Cade você?"
Lembrei de todos os meu planos, de fazer a obra de Deus, e a saudade que eu estava de ouvir Sua voz, seu doce perfume. Teve uma regional do Força jovem, e mesmo com a minima vontade de ir , eu orei a Deus, me dá força, me levantei e fui, quando cheguei lá, o diabo tentava me acusar, com os olhares de algumas pessoas, colocava na minha cabeça , que ali não era mais o meu lugar. Sentia duas vozes dentro de mim, e pedi a Deus, com a pouca força que restava, "ouvir somente a sua voz". Na oração, o Pastor pediu para ir lá na frente quem se arrependeu dos erros, mas um confronto dentro de mim, e ouvi a voz de Deus, fui lá, diante do Altar.  Reencontrei o Pai. Orei como se fosse a primeira vez, busquei com toda a minha alma. Cheguei em casa, a primeira coisa, que eu fiz, foi , ligar para meu namorado, e disse tudo que tinha para falar, naquele momento já não queria mais o mundo. Não queria mais o pecado. Me lancei, disse "Eis me aqui", ali as lutas só aumentaram, as fofocas, os comentários que tentavam me desanimar, mas não olhei para trás. Segui em frente e hoje firme e forte, longe de todo pecado, querendo apenas servir a Deus.
 
 
"O amor que TUDO muda é só o Senhor Jesus!
Você vai arrebentar princesa, permaneça."

0 comentários:

Postar um comentário