fevereiro 19, 2013

O Amor que TUDO muda II


"Envolvida com as amizades do mundo e do rock,  me afastei mais ainda das coisas de Deus.  A tristeza e a angústia pareciam me dominar dia após dia. Não tinha mais motivos para viver. Então busquei desesperadamente a solução. Naquele dia eu decidi, eu reconheci, Eu precisava de Deus..."


Nome: Vanessa Lima, 20 anos, Obreira da IURD.
Desde pequena eu estive na IURD de Alcântara, ouvindo a palavra de Deus. Cresci recebendo todos os ensinamentos necessários para se ter uma vida reta com Deus! Tinha bons exemplos dentro de casa, minha mãe e minha irmã sempre me ensinaram a usar a fé, e não eram apenas palavras, vi o exemplo da minha mãe lutando muito, afinal meu pai era alcoólatra e fumante. Vivíamos em constantes brigas, ele sempre chegava em casa nervoso, gritando, e minha mãe sempre paciente, sem dizer uma palavra! Fui crescendo tomando ciência das coisas, e aos 12 anos me batizei nas águas, estava firme na IURD, todos me diziam que eu deveria me batizar, eu nem mesmo sabia o por que, mas, assim fiz.
Aos 14 anos me afastei da igreja, minha mãe permanecia, muitas vezes eu era obrigada a ir com ela, mas meu corpo estava lá, e a minha mente rodava por vários lugares. Entrava e saía da mesma forma.  Aos 15 anos minha família decidiu se mudar, viemos então morar em Araruama, mal sabia minha mãe que tudo isso seria apenas o começo de uma grande dor de cabeça! No início tudo era normal, estava tentando voltar pra IURD, mas comecei a namorar um rapaz que não era da igreja, e foi tudo em vão, me esfriei novamente, e fui fazer o que sempre quis, a minha vontade!
Foi dali pra pior, depois de um tempo, vi que não dava certo, terminei com ele, já me envolvida com as amizades do mundo do rock  e me afastei mais ainda das coisas de Deus. A tristeza e a angústia pareciam me dominar dia após dia, não tinha mais motivos para viver, buscando desesperadamente a solução, comecei a namorar outro rapaz, que também era rockeiro, obviamente não saiu como eu esperava, só piorou. A tristeza me dominava de uma forma que eu me isolei de tudo e de todos. Eu fiquei obsecada por ele, até que um dia descobri que ele havia me traído... foi o fim de tudo pra mim!
Entrei em depressão, não comia, só conseguia dormir depois de vencida por tanto choro. Me lembro como se fosse hoje, com 17 anos,  em uma madrugada, acordada, me veio a memória todos os momentos que eu estive na casa de Deus, ouvindo toda a verdade, vi o exemplo da minha mãe, que outrora lutava por meu Pai, e naquele momento estava lutando por mim. Ouvia suas orações de madrugada, ela chorava implorando a Deus que me mudasse, que me convertesse, acima de tudo, que me salvasse.
Naquele dia eu decidi, eu reconheci, Eu precisava de Deus! Ainda vestida toda de preto, maquiagem forte nos olhos dobrei meus joelhos e só conseguia dizer “ Pai, me perdoa, me aceita outra vez...me dá forças!”, o diabo tentava me acusar, as lutas foram imensas, mas Deus sempre me dava forças, porque acima de tudo havia dentro de mim o querer e o arrependimento! Larguei as amizades, enfrentei lutas dentro da minha própria casa, e o mais difícil de tudo, venci o meu “eu”. Me batizei novamente (dessa vez, pra valer), tive meu encontro com Deus e recebi o Espirito Santo! Ah, que dia...
Hoje, tenho 20 anos, sirvo a Deus com a minha vida! Não vivo os meus sonhos, pois descobri que viver os sonhos d’Ele é beeeeeeeeeeem melhoor! ;)

0 comentários:

Postar um comentário